11 de nov de 2008

II Encontro de Corais do CENL-CAL

Neste sábado o Centro Espírita "Nosso Lar" - Casas "André Luiz" realizou seu II Encontro de Corais, com muita alegria e música de qualidade. A novidade deste ano foi a participação especial da Orquestra de Violões Souza Lima, que abriu o evento.
Em seguida se apresentaram os corais André Luiz, Cia de Música Maria Amélia e CUCA (coral da PUC-SP).

ORQUESTRA DE VIOLÕES SOUZA LIMA
Regente: Luiz Stelzer
Solista: Marisa Brito



ORQUESTRA DE VIOLÕES SOUZA LIMA
Regente: Luiz Stelzer
Solista: Marisa Brito







CORAL ANDRÉ LUIZ
Regente: Carin Ottoni
Tecladista: Teresinha Fanelli


CIA DE MÚSICA MARIA AMÉLIA
Regente: Mauricio Gonçalves
Violão: Nailson


















CUCA - PUC-SP
Regente: Renato Teixeira Lopes
Preparador Vocal: Paulo Menegon

Visita ao Asilo Simão Pedro



Estas fotos foram tiradas durante a apresentação do coral no asilo Simão Pedro, na Vila Mazzei, zona norte de São Paulo, no dia 24 de agosto de 2008.

Foram momentos alegres, em que pudemos levar música, atenção e alegria às senhoras que ali moram. Todas muito tranqüilas e bem-humoradas. Saímos de lá satisfeitos por cantar e visitar pessoas especiais.

13 de jul de 2008

Próxima visita e apresentação

Estamos de férias, mas dia 03 de agosto retomamos nossos ensaios com força total, pois dia 24/08 visitaremos mais um asilo, levando alegria e conforto através da música, a pessoas muito especiais.

Desta vez visitaremos o Asilo "Simão Pedro", na Vila Mazzei, zona norte de São Paulo.

13 de jun de 2008

Visita ao Abrigo Dr. Adolfo Bezerra de Menezes

No domingo, dia 08 de junho de 2008, o Coral André Luiz fez uma pequena apresentação no Abrigo da Velhice Desamparada, da Associação Espírita Beneficente "Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, no bairro da Penha, em São Paulo.

Mais do que apresentar-se os integrantes do coral tinham o objetivo de visitar os idosos ali residentes, dando-lhes um pouco de carinho e atenção. Tivemos uma tarde muito boa e aconchegante. Todas as peças apresentadas pelo coral foram muito aplaudidas e resultaram em inúmeros sorrisos em rostos normalmente sérios. Antes e depois da apresentação, houve muita confraternização entre todos. Como alguns internos não saem dos dormitórios, devido à suas limitações, um grupo de integrantes do coral foi até eles, com violão, cantar e levar carinho a essas pessoas.

Clique nas fotos para ampliá-las!





















Em agosto teremos outra visita.

Até lá!

24 de abr de 2008

Encontro de Corais - 08/11/2008

No dia 8 de novembro de 2008 teremos o 2º Encontro de Corais no Centro Espírita "Nosso Lar" - Casas "André Luiz".



Participantes e repertório (em breve)

Orquestra de Violões Souza Lima


Cia de Música Maria Amélia


Coral da PUC


Coral André Luiz

8 de abr de 2008

O mundo das artes: Arte e espiritualidade

“A Arte bem compreendida é poderoso meio de elevação e renovação. É a fonte das mais puras alegrias; ela embeleza a vida, sustenta e consola nas provas. Quando ela é sustentada, inspirada por uma fé sincera, por um nobre ideal, a arte é sempre uma fonte fecunda de instrução, um meio incomparável de civilização e aperfeiçoamento”. (O Espiritismo na Arte – Léon Denis)


“Assim como a Arte Cristã sucedeu a Arte Pagã, transformando-a, a Arte Espírita será o complemento e a transformação da Arte Cristã. O Espiritismo, efetivamente, nos mostra o porvir sob uma luz nova e mais ao nosso alcance. Por ele, a felicidade está mais perto de nós, está ao nosso lado, nos Espíritos que nos cercam e que jamais deixaram de estar em relação conosco”. (Obras Póstumas – Allan Kardec)


“A Arte foi definida cem mil vezes: é o belo, o verdadeiro, o bem. A Música, que é um dos ramos da Arte, está inteiramente no domínio da sensação. A sensação se produz no homem quando este compreende a Arte de duas maneiras distintas, mas estreitamente ligadas; a sensação do pensamento que tem por conclusão a Filosofia e, depois, a sensação que pertence toda ao coração”. (Revista Espírita/1861 – Lamennais)


“A Música exerce salutar influência sobre a alma e a alma que a concebe também exerce influência sobre a Música. A alma virtuosa, que nutre a paixão do bem, do belo, do grandioso e que adquiriu harmonia, produzirá obras-primas capazes de penetrar as mais endurecidas almas e de comovê-las”. (Obras Póstumas – Allan Kardec)


“Que é arte? – A arte pura é a mais elevada contemplação espiritual por parte das criaturas. Ela significa a mais profunda exteriorização do ideal, a divina manifestação desse “mais além” que polariza as esperanças da alma”. (O Consolador – Emmanuel)


“A Música, melhor do que a palavra, representa o movimento, que é uma das leis da vida; por isso ela é a própria voz do mundo”. (O Espiritismo na Arte – Léon Denis)

“Quando dizemos que a Arte Espírita será um dia uma arte nova, queremos dizer que as idéias e as crenças espíritas darão às produções do gênio um cunho particular, como ocorreu com as idéias e crenças cristãs”. (Revista Espírita/1860 – Allan Kardec)


“O surgimento da Dramaturgia Espírita ocorreu em 09 de fevereiro de 1897, com a representação, pela primeira vez, na Capital francesa (Théâtre de la Renaissance), da peça Spiritisme, de Victorien Sardou, que foi amigo pessoal de Kardec”. (Reformador/1991)


“De modo geral, todos os homens terão de buscar os valores artísticos para a personalidade? – Sim; através de suas vidas numerosas a alma humana buscará a aquisição desses patrimônios, porquanto é justo que as criaturas terrenas possam levar da sua escola de provações e de burilamento, que é o planeta, todas as experiências e valores, suscetíveis de serem encontrados nas lutas da esfera material”. (O Consolador – Emmanuel)


“Os grandes músicos terrestres podem, como os outros artistas, receber a inspiração, seja do espaço, seja como resultante de trabalhos anteriores. Trata-se exatamente do mesmo fenômeno que se produz com os outros artistas”. (O Espiritismo na Arte – Léon Denis)


“A Arte deve ser o belo criando o bom. O trabalho artístico que trai a natureza nega a si próprio. A Arte enobrecida estende o poder do amor”. (André Luiz)


“As palavras do poeta correram sobre esta assembléia como um sopro sonoro. Fizeram os Espíritos estremecerem; evocaram minh´alma, que ainda flutua incerta no éter infinito”. (Revista Espírita/1865 – Allan Kardec)


“A inspiração apresenta-se sob duas formas: uma pessoal, e outra mais ampla, transmitida pelos espíritos elevados, que retiram para a arte elementos das mais puras fontes e comunicam seus efeitos a um ser que os põe em obra por seus meios próprios e naturais”. (O Espiritismo na Arte – Léon Denis)


“Pode alguém fazer-se artista tão só pela educação especializada em uma existência? – A perfeição técnica, individual de um artista, bem como as suas mais notáveis características, não constituem a resultante das atividades de uma vida, mas de experiências seculares na Terra e na esfera espiritual, porquanto o gênio, em qualquer sentido, nas manifestações artísticas mais diversas, é a síntese profunda de vidas numerosas, em que a perseverança e o esforço se casaram para as mais brilhantes florações da espontaneidade”. (O Consolador – Emmanuel).


“O gênio construtivo expressa superioridade espiritual com livre trânsito entre as fontes sublimes da vida. Ninguém cria sem ver, ouvir ou sentir, e os artistas de superior mentalidade costumavam ver, ouvir e sentir as realizações mais altas do caminho para Deus”. (Os Mensageiros – André Luiz).


“Na Terra é através do pensamento, escrito ou oral, que se comunica a fé e que instruem os homens. No espaço, porém dizem-nos nossos guias, a música é a expressão sublime do pensamento divino”. (O Espiritismo na Arte – Léon Denis)

“O Espiritismo abre a Arte um campo novo, imenso e inexplorado. E quando o artista trabalhar com convicção, como trabalharam os artistas cristãos, colherá nessa fonte as mais sublimes inspirações”. (Revista Espírita/1860 – Allan Kardec)


“De modo geral, todos os homens terão de buscar os valores artísticos para a personalidade? – Sim; através de suas vidas numerosas a alma humana buscará a aquisição desses patrimônios, porquanto é justo que as criaturas terrenas possam levar da sua escola de provações e de burilamento, que é o planeta, todas as experiências e valores, suscetíveis de serem encontrados nas lutas da esfera material”. (O Consolador – Emmanuel)


“A Música, a meu ver, é a Arte que vai mais diretamente ao coração. A sensação compreendeis-me, está toda no coração; a Pintura, a Arquitetura, a Escultura, a Pintura antes de tudo, atingem muito mais a sensação cerebral. Numa palavra, a Música vai do coração ao espírito; a Pintura, do pensamento ao coração. A exaltação religiosa criou o órgão. Na Terra, quando a poesia toca o órgão, os anjos do céu lhe respondem. Assim, a música séria, religiosa, eleva a alma e os pensamentos”. (Revista Espírita/1861 – Lamennais)


“A poesia não é senão apenas uma forma da música. Ela é submetida às mesmas leis do ritmo, da vibração, que são as leis da vida em seus estados superiores”. (O Espiritismo na Arte – Léon Denis)

31 de mar de 2008

Repertório

O repertório do Coral André Luiz é variado e compõe-se de música brasileira, internacional, erudita, popular, sacra e espírita.

Peças atuais:

Aleluia - Mozart (cânone)
Além do arco-íris
André Luiz - Denize Lange Salles
Asa Branca - Luiz Gonzaga
Ave Maria - Bach/Gounod
Canção do Exílio (Minha Terra Tem Palmeiras) - Gonçalves Dias/Arr. Villa-Lobos
Carinhoso - Pixinguinha
Dona Nobis Pacem - Mozart (cânone)
Glória a Kardec - John Phillip Souza
Hino ao Espiritismo -
Jesus alegria dos homens - J. S. Bach
Luar do Sertão - Catullo da Paixão Cearense
Love is all -
Luzes da Ribalta - Chaplin
O sole mio -
Oração de São Francisco
Oração para Fabiana
Uirapuru - Jacobina
Va pensiero - Verdi

Próximas peças do repertório:

Caçador de Mim - Milton Nascimento
Canção da América - Milton Nascimento
Canto do povo de algum lugar - Caetano Veloso
Estão voltando as flores -
Planeta Água - Guilherme Arantes
Sementes do Amanhã - Gonzaguinha